Casa do Vinho

Vinícola Quinta da Neve

A Quinta da Neve foi à primeira empresa a investir e apostar na produção de vinhos finos de altitude em São Joaquim, serra de Santa Catarina.

Em 1999, os quatro sócios da vinícola – Acari Amorim, Robson Abdalla, Nelson Essemburg e Francisco Brito, os dois últimos venderam suas quotas para a família Hermann – compraram uma área de 87 hectares, no distrito de Lomba Seca, antiga Fazenda Bentinho, distante 30 quilômetros do centro da cidade. No ano 2000 começaram o plantio das mudas vitis viníferas importadas da Itália e de Portugal.

Hoje, esse trabalho pioneiro da Quinta da Neve é seguido por quase uma centena de empreendedores que administram empreendimentos de plantio e produção de vinhos e que formam a Associação Catarinense de Produtores de Vinhos Finos de Altitude (Acavitis).

A vinícola tem hoje em produção 25 hectares de uvas, com destaque para as variedades Cabernet Sauvignon, Pinot Noir, Merlot, Sangiovese, Montepulciano, Touriga Nacional, Sauvignon Blanc e Chardonnay, além de uma área de experimentação com 16 variedades diferentes.

O Pinot Noir produzido pela Quinta da Neve é considerado por muitos enólogos e enófilos como o melhor já produzido no Brasil. Trata-se de uma das cepas de uva mais difíceis de plantar e vinificar em todo o mundo.

O Sauvignon Blanc e os cortes de Cabernet Sauvignon e Merlot com Sangiovese ou Touriga Nacional da Quinta da Neve também são destaque. Em todas as degustações e listas ou ranking dos melhores do Brasil e da América do Sul esses vinhos aparecem entre os primeiros.

O resultado que a Quinta da Neve já alcançou, em especial com as variedades Pinot Noir e Sauvignon Blanc, mostra bem a alta qualidade e o potencial da região serrana para a produção de vinhos finos.

 

Vinhos

Voltar